terça-feira, 28 de outubro de 2014

Projeto Sustentabilidade e Qualidade de Vida - Dia da Família na Escola


 OFICINA DE CULINÁRIA REALIZADA EM 11/10/2014 COM AS CULINARISTAS DA FUNDAÇÃO TIDE SETÚBAL E MULHERES DO PROJETO AÇÃO-FAMÍLIA DA EMEF JOSÉ HONÓRIO RODRIGUES
 Neste segundo semestre de 2014, numa das intervenções do Projeto Ação- Família da EMEF José Honório Rodrigues em parceria com a Fundação Tide Setúbal, a nossa escola foi presenteada com um momento muito “saboroso” - uma manhã de sábado com uma aula especial de saladas, sucos, bolo e torta salgada com a participação da família de muitos de nossos alunos (participantes do projeto), professores e funcionários da unidade escolar aprendendo a reaproveitar partes de alimentos que comumente costumamos descartar, como cascas de frutas e talos de leguminosas.  Sobre base sustentável, a chefe de cozinha Maria Alice Lima e colaboradoras, ensinaram a fazer pratos bem versáteis, como um suco verde a base de couve, famoso nas dietas detox, uma nutritiva salada de couve crua com cebola roxa, regada a suco de limão e laranja, um bolo feito com cascas de banana muito nutritivo e delicioso, entre outros. Algo que surpreendeu a todas as participantes foi uma torta de liquidificador dessas muito conhecidas por quem gosta de uma culinária rápida, só que contendo alimentos realmente nutritivos, com talos de beterraba e de brócolis refogados no alho.
Além do aprendizado de novos pratos, a troca de experiências culinárias entre as participantes foi outro momento muito importante vivenciando na cozinha. Além de tudo isso, as participantes ainda ganharam um livrinho de receitas bem criativo, elaborado pela chefe, com o qual todas as presentes poderão divulgar o saber compartilhado daquele momento.
Professora Renata Francucci Vendramini
 






 

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Oficina de Alimentação Saudável para os alunos dos 9º Anos - TCA

CEAESP PROMOVE OFICINA PEDAGÓGICA EM ESCOLA MUNICIPAL DE SÃO PAULO-SP

Oficina Ecopedagógica de Alimentação Saudável aconteceu na quarta-feira, 17, na Escola Municipal de Educação Fundamental José Honório Rodrigues, Zona Leste da Capital. Cláudia Saleme, gestora de sustentabilidade ambiental do CEAESP, foi quem conduziu a iniciativa.
(Cláudia Saleme junto aos alunos do 9º ano da escola. A gestora de sustentabilidade ambiental do CEAESP é especialista em Direito Ambiental e mestranda em Saúde Coletiva.)
 A oficina integrou aTecnologia do Projeto Mottainai, idealizado em 2006 por Saleme e iniciado com o reaproveitamento de resíduos sólidos na Amazônia. Para que uma das ações Mottainai fosse implementada o CEAESP capacitou, em 2013, 60 professores, gestores e funcionários da Escola José Honório Rodrigues, que levaram para as salas de aula novos conceitos de meio ambiente e aproveitamento de materiais de descarte. Houve também modificações na estrutura física da escola, a partir de investimentos do Banco de Tóquio. 
"O que estamos promovendo em São Paulo, através de apresentações e oficinas, é levar para os jovens de escolas públicas consciência alimentar, empoderando-os para que saibam fazer suas escolhas, observar as informações contidas nos rótulos dos produtos, se têm ou não aditivos químicos, e que assim, a partir da horta da escola, tenham também uma opção, um acesso facilitado a compreensão do cuidar obtendo alimentos sudáveis. Esse conhecimento tem o intuito de ser replicado em seus lares, transformando vidas", salienta Saleme, que agradece aos diretores, professores, funcionários e coordenadores escolares por viabilizarem a ação do Projeto no local.
   
A alimentação, explica a especialista, compõe um processo mais amplo, que passa pela saúde, educação e sustentabilidade ambiental. "O projeto é ecopedagógico no sentido que integra a ecologia ao jovem no seu ambiente, com seus interesses e a busca natural por informações. Não interferimos, apenas contribuímos com as ferramentas para que conduzam o processo a partir de sua necessidade e escola, além da curiosidade".
Sentimento e ação
Segundo Saleme, as crianças aprenderam, no ano passado, a reaproveitar papelão na confecção de crachás empresariais, a fazer bancos a partir de garrafas pet e a coletar resíduos de plástico tipo 1. 
"É um projeto que envolve sentimento e ação, a arte de agradecer e economizar. Mottainai é um termo japonês arcaico, que significa agradecer por tudo o que nos é concedido materialmente a partir da utilização apropriada, que evita desperdício. Pode não dar resultado imediato, mas, lá na frente, os jovens terão um conhecimento válido, pois a ignorância do saber e conhecer é prejudicial à sociedade. Esses alunos aqui hoje logo estarão na faculdade. Quais os cidadãos que queremos? Quais os formadores de opinião do amanhã? Tudo vem da natureza, de recursos do planeta. Precisamos entender isso para valorizar", apregoa. 
Objetivos do Milênio
O Centro Avançado de Estudos na Gestão Pública e Privada (CEAESP) faz parte do Núcleo dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio "Nós Podemos, São Paulo", um movimento da sociedade civil, iniciativa privada e Governo do Estado, que integra o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 
Felipe de Assis

sábado, 30 de agosto de 2014

Resultado do teste sobre sustentabilidade aplicado na escola


Projeto Sustentabilidade

O grupo de JEIF com a intenção de realizar  um levantamento quanto ao conhecimento dos nossos alunos sobre sustentabilidade ambiental e quais atitudes praticadas referentes ao tema, aplicamos um teste. Consultamos vários sites que abordam o assunto e escolhemos o teste que consta no site: www.atitudesustentaveis.com.br. O teste constando de dez perguntas e resposta de múltipla escolha foi aplicado a todos os alunos e ao grupo de mães do projeto Ação Família. Os resultados foram tabulados conforme gráfico abaixo; de acordo com a finalização constatamos que devemos criar estratégias que resultam em ações para mudar esta realidade quanto às atitudes sustentáveis não praticadas.


Semana de Cultura Brasileira 2014

Na semana 25 a 29/08/14 tivemos mais uma Semana de Cultura Brasileira, homenagem ao nosso rico folclore, aconteceram muitas brincadeiras, contação de histórias com o Cláudio Oliveira da Cia do Mar e o músico Fellipe Surian, apresentações de danças folclóricas e músicas com a os alunos do Projeto Banda e Fanfarra da professora Soma, exibição de filmes sobre o folclore, histórias contadas, ilustradas, inventadas, recontadas e publicadas em lindos livros pelos alunos do 4º ano B e a professora Senilda, os alunos da alfabetização do 1ºA professora Camila e 3ºB da professora Neusa também recontaram e ilustraram as lendas que eles consideram mais aterrorizantes, nossos professores mais uma vez ofereceram ótimas Sessões de Leitura para os alunos e ainda tivemos uma grata surpresa: alguns alunos dos 7º anos ofereceram uma maravilhosa sessão de leitura no deliciosa espaço do playground para as crianças da alfabetização, eles adoraram... Os alunos do período da tarde leram, encenaram e apresentaram vários cartazes sobre a literatura de Cordel, Lendas brasileiras e muita outras histórias da cultura popular. Enfim, foi uma semana muito produtiva e animada, aprendemos muito, parabéns para todos que participaram e contribuíram para que essa semana fosse um SUCESSO!
 
Mais fotos no nosso facebook https://www.facebook.com/jose.honorio.9659
 
Coordenação Pedagógica
 
 
 
 




























Projeto Docência Compartilhada

Projeto Arte e Matemática : Jogando e Aprendendo

 
O projeto nasceu da necessidade de buscar novas maneiras de ensinar matemática, tendo o lúdico como principal ferramenta no desenvolvimento do raciocínio lógico, tal como, na resolução de problemas matemáticos, entendendendo que o trabalho com jogos contribui para o desenvolvimento de habilidades como observação, análise, levantamento de hipóteses, previsão, argumentação, tomada de decisão e organização algo indispensável na vida acadêmica.
O referido projeto é desenvolvido pela professora Fernanda junto aos alunos dos 4° e 5° anos do período da manhã, o mesmo abrange um conceito muito caro a nossa unidade escolar, a sustentabilidade já que os materiais utilizados para a confecção dos jogos serão embalagens recicladas, materiais como o papel, o plástico, a madeira que ao invés de serem descartados de forma inadequada serão reutilizados em prol da aprendizagem.
 
Os jogos desenvolvidos durante o projeto ainda podem ser doados posteriormente aos alunos para que os mesmos disseminem a prática em suas casas com suas famílias, pois por meio de atividades lúdicas promove-se a interação e uma maior proximidade entre as pessoas algo tão escasso nos dias atuais, a ideia é promover gincanas entre as salas envolvidas no projeto para fomentar a troca de conhecimentos entre as diferentes séries.
 
Este trabalho foi feito em dois momentos, primeiro houve a construção das formas no Trangran de madeira. O Tangran é um jogo de quebra-cabeça chinês composto por 7 peças 5 triângulos,1 quadrado e 1 paralelogramo. Em um outro momento foi exibido uma sequência de Slides com a biografia e as obras de Hélio Oiticica, algumas destas obras estavam presentes na exposição 30 Vezes Bienal, que aconteceu no pavilhão da Bienal entre setembro e dezembro de 2013. Hélio Oiticica foi um artista muito importante nos anos 60,e em suas obras é frequente o uso das figuras geométricas como o quadrado, o triângulo e o retângulo.
 
 
Professora Fernanda Ilário